Song's

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Reciprocidade, onipresença, expectativas ...

Nos martirizamos por tudo e todos em muitos momentos de nossas vidas.
Tivemos contato com amigos que são amigos até hoje, ou não;
Pessoas que conhecemos em um dia e se tornaram especiais, ou não;
Entre tantos outros que às vezes nos sentimos sobrecarregados de pessoas existentes em nossas vidas.
Algumas delas não entendem que cada um segue um caminho,
Que cada um tem uma vida ou uma família pra ter que dar conta às vezes até sozinho.
Algumas dão carinho e atenção à espera de algo em troca, algo de volta...
E se o retorno não vem, se tornam amargas, deixam o que verdadeiramente importa de lado:
Estar na mente e no coração.
Não sei qual a dificuldade que temos de nos sentir agradecidos simplesmente por alguém existir,
mesmo aqueles que estão tão longe...
Pelo menos sabemos que estão vivos, que estão felizes e isso deveria bastar,
até que a vida se encarregue de nos unir novamente.
Não somos onipresentes,
Ninguém tem que corresponder às expectativas de ninguém.
Devemos fazer nossa parte e nos sentir realizados simplesmente por transbordar amor.

terça-feira, 21 de junho de 2016

Crise subliminar, total.

"Queria de você saber
porque é tão difícil ser
um sorriso num dia nublado
ou um abraço numa noite, apertado..."

 Pensamento ao ver tantas coisas horríveis acontecendo ao mesmo tempo em nosso país. Muita coisa não é novidade, mas os dias estão escurecendo cada vez mais. Eu faço minha parte...espero que as pessoas tenham amor ainda no coração e façam a delas. Pensamento ingênuo? Não acho...a simplicidade pode fazer muita coisa!

sábado, 18 de junho de 2016

Acompanhadamente sozinha.

Sozinha.
Solidão.
Tudo e mais um pouco disso.
Quando me procuram não posso.
Quando procuro não podem.
Quando podem dá errado.
Então sozinha com minha solidão
desfruto de sentimentos transbordando
juntamente com a água do meu corpo...
Com melodias que destroem a alma...

segunda-feira, 13 de junho de 2016

Das visões.

Sua retina,
que ela paire sobre minha rotina
que vive na adrenalina
de te olhar.

Guturais da vida.

Somente nuvens negras.
Preto e branco.
Escuridão.
Era esse seu resumo?
Sempre pensando que seria assim...
até quando seria?
Há vezes que se pensa estar tudo acabado,
aí vem uma alma boa
e te invade de uma forma
que nem a dor que se estava acostumado
aguenta o brilho dela.
Um brilho que atravessa a escuridão
e te faz renascer...
A cada dia vivido,
A cada sorriso recebido,
A cada abraço dado,
A cada toque no lábio.
As nuvens rondam às vezes,
mas com essa paz que a alma trouxe
é difícil se deixar abater.
Ela veio trazer força,
te levantar
e quer te possuir por inteiro
preenchendo cada canto escuro
até você transbordar.
Transbordar cabelos ao vento,
Transbordar pensamentos coloridos,
Transbordar pelos dentes
o que nunca havia sentido.
Deixe-a te invadir
e sentirá gostos jamais imagináveis.
Ela quer te fazer sentir seu gosto,
um gosto de amor...

(14/04/2015)